Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SBB:Distribuição de Bíblias no Brasil cresceu 15% no ano passado


A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1948 e que tem por finalidade traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada. Ligada às Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), aliança mundial que tem como objetivo facilitar o processo de tradução, produção e distribuição das Escrituras por meio de cooperação mútua. As SBU reúnem 146 Sociedades Bíblicas, atuando em cerca de 200 países e territórios.
No ano passado, a SBB produziu e distribuiu 6,7 milhões de
Bíblias. Um crescimento de 14,54% do volume em comparação com 2010. A distribuição de folhetos, Novos Testamentos e seleções bíblicas alcançou 242 milhões de exemplares, um aumento de 2,89%.
Atualmente, a SBB exporta cerca de 20% de sua produção de Bíblias para mais de 100 países, imprimindo material em português, espanhol, inglês, francês e nos idiomas falados no continente africano.
“A Palavra de Deus é cada vez mais necessária em nosso mundo, em especial para as pessoas em situação de risco social, cujas vidas são transformadas por meio da mensagem bíblica”, explica Rudi Zimmer, diretor-executivo da SBB.
Grande parte das publicações da SBB são disponibilizadas com o preço subsidiado ou distribuídas gratuitamente, em programas da organização, como o Luz no Brasil, A Bíblia para Pessoas com Deficiência, A Bíblia nos Hospitais e A Bíblia nas Escolas.
“Mais do que números, esses dados representam a importância de se trabalhar em diferentes frentes, não perdendo nunca de vista a missão de difundir a Bíblia e a sua mensagem a todas as pessoas, numa linguagem que possam compreender e a um preço que possam pagar”, enfatizou Zimmer.
A Gráfica da Bíblia, localizada em Barueri, São Paulo, imprime um exemplar da Bíblia a cada três segundos, consumindo 800 bobinas de papel por mês, o equivalente a 24 mil quilômetros. O papel consumido em um ano poderia, por exemplo, dar 7 voltas ao redor do planeta Terra.
Com informações SBB
Fonte: http://noticias.gospelprime.com.br

0 comentários:

Postar um comentário